16 de dezembro de 2010

Palavras para a minha mãe

"Palavras para a minha mãe

mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses
as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz.
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente.

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo.
a fotografia em que estou sentado ao teu colo é a fotografia
mais bonita que tenho. gosto de quando estás feliz.

lê isto: mãe amo-te.

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não
escrevi estas palavras. sim, mãe, hei-de fingir que
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não
as leste. somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes."

10 comentários:

Susana disse...

Muito lindo... :)

nacasadorau disse...

Olá amiga!

Hoje deu lugar ao poeta e à sua dor.
Muitos de nós sofremos desta dor, mas tarde ou cedo acabamos por dizer o que nos vai no peito.

Beihjinhos

manuel marques disse...

Não conhecia este escritor,fiquei a conhecê-lo através do "diário dos infiéis",adorei.
Grato pela dica.

Beijinho.

TERESA SANTOS disse...

Tenho que ler o livro, sem dúvida!

Beijinho.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Muito bonito. Do meu "compadre" Zé Luís.

nacasadorau disse...

Querida amiga!

Feliz Natal!

Beijinhos



Natal, Hoje!


Todos dizem com certeza
Absoluta,
Tocante e rasante
Que o Natal já não é
O que era dantes.
Perdeu o sentido
Ganhou mais cor;
Perdeu intimidade
Ganhou vermelho e Pai Natal;
Perdeu celebração de Jesus
Ganhou o incenso do tempo,
A mirra das vontades
E o ouro nas relações…
Todos os dizem
Mas eu, que sei?


2010
Maria José Areal

A Palavra Mágica disse...

Benjamina,

Às vezes dizemos as coisas tarde demais.

Beijos!
Alcides

Benjamina disse...

Susana, Fernanda, Manuel, Teresa, Eduardo e Alcides

O meu sincero agradecimento pelas vossas visitas e pelos vossos comentários, que me têm feito companhia ao longo do tempo de vida deste Armazém de Pedacinhos.

E um pedido de desculpas por ser tardia a responder, e por não ser assídua a visitar os vossos blogues, de que tanto gosto, mas que o sr. Tempo, na sua prepotência sem tréguas, só me deixa visitá-los de vez em quando.

A todos, muito obrigada, um bom Natal e um excelente ano de 2011.

Abraços e beijinhos :)

Cris disse...

Hermosas palabras, y cuánta verdad!
Muchas felicidades, mis mejores deseos para estas fiestas y para el año próximo
Besos

Benjamina disse...

Cris

Obrigada pelas palavras e pelo vído que trouxe do seu blogue "Para Toda La Vida". Felicidades, bom Natal e óptimo 2011 para si também.

Beijinhos :)