16 de setembro de 2012

Crescimento (por Leunig)


"Cada um terá de viver criativamente - criatividade significa que, apesar de você perder o que esperava ter, você encontrará algo melhor e então você irá crescer"  Michael Leunig

Fonte (do cartoon de Michael Leunig e da frase): abc.net.au.

18 de julho de 2012

Abandonado

    "Escrito num livro abandonado em viagem
         Venho dos lados de Beja.
         Vou para o meio de Lisboa.
         Não trago nada e não acharei nada.
         Tenho o cansaço antecipado do que não acharei,
         E a saudade que sinto não é nem no passado nem no futuro.
         Deixo escrita neste livro a imagem do meu desígnio morto:
         Fui, como ervas, e não me arrancaram."

Álvaro de Campos (Março 1928), em "II Poesias de Álvaro de Campos", Obras Completas de Fernando Pessoa, Edições Ática, 1991
Fotografia de RUIN'ARTE

Tão abandonado está a ficar este armazém, que completou 3 anos há duas semanas, e nem me lembrei. O tempo não tem chegado para cuidar dele! Mesmo assim, um grande OBRIGADA a todos os que ainda o visitam.



22 de junho de 2012

"I like how it feels" - Sandy Kilpatrick

Música "I like how it feels" do álbum Redemption Road de Sandy Kilpatrick, um famalicence nascido na Escócia. O vídeo foi gravado nos jardins e espaços exteriores do Mosteiro de Tibães, em Braga.

5 de junho de 2012

Eles querem, eu não quero


"Eles querem
que eu faça o que faço

Eles querem
que eu diga o que digo

Eles querem
que eu seja o que sou

Eu não quero
fazer o que faço

Eu não quero
dizer o que digo

Eu não quero
ser o que sou

Hoje estou
amanhã sou

E depois
que levem o melhor
que para mim
tanto me faz."

Henrique Risques Pereira, em Transparência do Tempo, edições QuasiDesenho  também de Risques Pereira, sem título, 1950, tinta-da-china sobre papel, obtida em São Mamede -  Galeria de Arte.

7 de abril de 2012

É-se

"Há muita coisa a dizer e não sei como dizer. Faltam as palavras. Mas recuso-me a inventar novas: as que existem já devem dizer o que se consegue dizer e o que é proibido. E o que é proibido eu adivinho. Se houver força. Atrás do pensamento não há palavras: é-se. Minha pintura não tem palavras: fica atrás do pensamento. Nesse terreno do é-se sou puro êxtase cristalino. É-se. Sou-me. Tu te és.

E sou assombrada pelos meus fantasmas, pelo que é mítico, fantástico e gigantesco: a vida é sobrenatural. E caminho segurando um guarda-chuva aberto sobre corda tensa. Caminho até o limite do meu sonho grande. Vejo a fúria dos impulsos viscerais: vísceras torturadas me guiam. Não gosto do que acabo de escrever - mas sou obrigada a aceitar o trecho todo porque ele me aconteceu. E respeito muito o que eu me aconteço. Minha essência é inconsciente de si própria e é por isso que cegamente me obedeço."

Clarice Lispector, em "Água Viva", 1973. Edição Relógio d'Água, Março 2012 (e imagem da capa)

1 de março de 2012

A Tempestade

Curta-metragem "A Tempestade" de Jorge Barros, Sofia Peixe, Marcos Ribeiro, Ana Sofia Alves e Nelson Mota, que falam no programa "Não Linear" sobre este projeto realizado no âmbito do 1º ano do mestrado em animação (2009/2010) da Escola das Artes da Universidade Católica do Porto.

O filme foi exibido durante o concerto "Fantasia de Natal" na Casa da Música do Porto, em 17 e 18 de Dezembro de 2010.


S04E03 (A Tempestade) from Não Linear on Vimeo.