4 de janeiro de 2012

Não tenho tempo

Poema de Neimar de Barros dito por Vítor de Sousa



Letra em http://www.revista.agulha.nom.br/nba01.html

3 comentários:

TERESA SANTOS disse...

Um poema que nos (devia) fazer pensar!

Um drama biunívoco, um drama constituído por dois vazios.

Beijinho.

Mãe Terra, Estamos Aqui... disse...

Que vídeo tocando nos parar e refletir no que estamos fazendo da nossa vida, parabéns pela escolha...
Tenha um dia maravilindo...

Benjamina disse...

Olá Teresa, Olá Vanessa

Para reflectir, mesmo!


Beijos e obrigada :)