13 de novembro de 2011

Serenidade

Não o conhecia bem, era amigo dos meus amigos, há muitos anos, mas poucas vezes nos cruzamos. Era uma daquelas pessoas de que não podia deixar de gostar. Nasceu no mesmo ano que eu, e hoje partiu, depois de uma vida que não lhe deu tréguas. Através do facebook, este vídeo foi uma das suas últimas partilhas. Partilho-a também, com a frase que ele deixou.

«A serenidade é fantástica, faz lembrar o "As quatro estações" de Vivaldi»

2 comentários:

TERESA SANTOS disse...

Lindo!

De certeza que partiu em paz.
Dá a sensação que devia estar de bem com o mundo, ainda que a sua vida, segundo dizes, nem sempre tenha sido fácil!

Abraço.

Benjamina disse...

Olá Teresa

Julgo que chegou a encontrar a paz. Assim prefiro pensar.

Obrigada e beijinhos