4 de abril de 2010

Em Itália também se canta o Fado

Na parte final do filme Nine, quando Guido Contini declara que não há filme, ouve-se um lindo fado cantado por uma voz masculina em italiano (julgo); parecia-me uma canção antiga. Procurei na banda sonora do filme, mas... nada. Não consegui saber o nome ou o intérprete sequer. Na net, também não fui capaz de encontrar. Mas encontrei esta italiana, Irene Fargo, a cantar fado, em português.

8 comentários:

Manuela Freitas disse...

Olá Benjamina,
Desejo que esteja bem.
Eu vi o Nine, mas também não sei quem canta.
Será que Irene Fargo é italiana? Eu estou com o portátil, que o som não é muito bom, mas parece-me falar bem o português!...
Beijinhos,
Manuela

Alda M. Maia disse...

Boa tarde, Menina Benjamina!

Que tenha uma voz linda, sem dúvida. Que interprete o fado de um modo original, não deixa de ser interessante. Que se perceba as palavras do que canta… bem, recordando a nitidez da gloriosa Amália, não se pode esperar mais de uma italiana lombarda - Irene Fargo é o pseudónimo de Flávia Pozzaglio.
Um beijinho
Leio-a sempre com prazer – aqui e no outro site
Alda

Paulo Assim disse...

Nada mau!
Já vi portugueses falarem bem pior que essa ousada italiana.
:)

Susana disse...

Olá!!

Bem se diz que só o povo português tem alma para cantar o fado...
Esta senhora não canta mal, mas altera muito o ritmo do nosso fado e o fado não deve ser alterado!!

Cá fica uma amostra do que Portugal tem de bom e que por muito que tentem está no nosso coração...

Beijinhos Nela!!!

Benjamina disse...

Olá Manuela
A Irene Garfo é italiana. Ao princípio até parece portuguesa, mas depois, nota-se umas falhas no português.
Beijinhos

Benjamina disse...

Olá cara amiga D.Alda
Não tinha reparado que era um pseudónimo, mas está no site aque fiz o link :)
Por falar em Lombardia, espero lá ir qualquer dia. Da Toscânia, vim encantada.
Beijinhos e obrigada

Benjamina disse...

Paulo
Confesso que na primeira parte julguei mesmo que fose portuguesa... mas no geral, está muito boa a pronúncia! Também fiquei admirada.

Benjamina disse...

Olá Susaninha
Não digas mal da senhora, que cantou muito bem!
Não sou especialmente apreciadora de fado, embora goste - e gosto do "original", como gosto de versões diferentes. Aliás, na música, tenho uma queda para misturas estranhas :))
A jovem Susana é que me saíu uma conservadora! Estou a brincar, naõ leves a mal :)))
Acho que a nossa cultura deve ser preservada, mas há espaço para a inovação também!
Beijinhos