13 de março de 2010

Contraluz

Mensagem de António Feio, no trailer do filme Contraluz, de Fernando Fragata, a estrear no próximo Verão.

6 comentários:

Ana Paula Sena disse...

Olá, Benjamina :)

Ainda ontem, uma aluna me falou deste filme com grande entusiasmo, e da mensagem do António Feio. Tudo isto parece tê-la marcado fortemente. Eu própria fiquei desde logo cativada pelo que ela me contou, pelo modo como falou...

Mas ainda não tinha visto nada sobre... E agora, venho encontrar toda a informação que viria a procurar.
Muito obrigada!

Um grande beijinho :)

Maria Josefa Paias disse...

Olá Benjamina:)

Recebi há dias esta mensagem por e-mail, e só tenho pena que seja igual à que ouvimos e dizemos todos os dias sem que as palavras e as atitudes de uns para com os outros se aproximem, ou seja, como muitos dizem, "é só da boca para fora" enquanto não quisermos saber de quem se sente só, de quem está em sofrimento, de quem acaba com a vida e ninguém dá por isso nem sente a sua falta :(

Beijinhos.

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Benjamina,
Está lá tudo, até o "clic" inesperado que é capaz de inverter a acção, de procurar uma nova oportunidade.
E é assim "navega neste mar"...
embora, na realidade, não seja sempre este o desfecho porque, demasiadas vezes, não aparece o tal "clic" e o timoneiro do barco já destruiu o leme...
Um abraço grande.

Manuela Freitas disse...

Benjamina,
Obrigada pela partilha, que me emocionou...
Beijinhos,
Manuela

Eduardo Miguel Pereira disse...

Brutal.
Mas mais brutal ainda porque me revejo na integra nas palavras da Maria Josefa Paias.
As mensagens estão aí, mas as pessoas ouvem-nas e ... no instante seguinte esquecem-nas.

Benjamina disse...

Olá Ana Paula, Josefa, Miguel, Manuela e Eduardo

Também gostei da mensagem do António Feio, e do próprio bocadinho do filme. Estamos sempre a tempo de viver... enquanto estamos vivos. E de aproveitar a vida.

Há mensagens que esquecemos depressa, é verdade, mas é bom recordá-las, para ver se aos poucos, vamos aprendendo.

Obrigada a todos e um abraço

Benjamina

PS.: desculpem não visitar os vossos blogues, de que tanto gosto, mas ultimamente o tempo tem escasseado, em breve regresso!