25 de setembro de 2009

Voto útil?

A Isabela Figueiredo, de cujo "Novo Mundo" não perco uma pitada, e que tem o dom de me pôr a pensar (não que eu não pensasse antes, entendem-me, mas às vezes distraio-me...) mais uma vez me pôs a reflectir com o seu "O inútil voto útil".

Confesso que o voto útil já me deixou tentada. Mas o pior, é que depois de reflectir, acabei por discordar um pouco da Isabela - é que me parece que o "voto útil" não é inútil, mas antes, pernicioso. O voto útil pura e simplesmente deturpa completamente aquilo que deveria ser a democracia.

Como seria o resultado das eleições se ninguém votasse pela "utilidade", mas se votasse antes de acordo com aquilo que sinceramente mais se coaduna com as suas convicções?

Não sei como seria o resultado, mas uma certeza se apodera de mim: seria bem diferente do que tem sido e do que vai ser.

Não, eu não vou votar no "voto útil" eu vou votar em consciência. Pode ser que assim tenha mais utilidade para a democracia.

(imagem da net, a que tirei a cor para não ter conotações políticas)

5 comentários:

Agulheta disse...

Olá Benjamina! Voto útil não sei,só se fosse mesmo no extremo,como sei em quem vou votar e sou mulher de convicções e nada me tira a ideia.
Promessas leva-as o vento.
Beijinho bfs

CN disse...

O que a Isabela diz é que o voto dela não será motivado por "utilidades". Ela fala em poder pulverizado. Muitos partidos, cada qual com um naco de poder. Concordo com ela.

Fada do bosque disse...

E eu também fui ensinada por um Mestre!não é CN?
Parabéns Benjamina... penso que desta, tudo vai mudar!

Benjamina disse...

Cara Agulheta
Eu também não acredito em promessas nem em palavras. Para mim o que vale são as acções e o carácter das pessoas. O resto, é como diz, vai com o vento.
Beijinhos

Caro Carlos Narciso
Nem o CN nem a Isabela deixam de ter razão, mas parece-me que o apelo ao "voto útil" não será inútil de todo, pois será útil a alguns.
Agora, para a verdadeira democracia, acho que o chamado "voto útil", mais que inútil, é prejudicial, pois deturpa tudo.
Obrigada pela visita.

Amiga Fada
Eu bem sei quem é o mestre a que te referes, ele até me deu a honra de visitar o Armazém.
E seja bem vindo esse optimismo, estou mesmo a gostar.
Beijos

Fada do bosque disse...

Ué?! bem sabes que posso ter quebras... são profundas, mas tão duradouras, como um fogo fátuo!!! :))

Beijinho Benjamina... :)