30 de janeiro de 2010

Invictus

Baseado no livro "Playing The Enemy" de John Carlin, o filme Invictus estreou nos cinemas em Portugal na passada quinta-feira dia 28. O filme, realizado por Clint Eastwod em 2009, tem como principais intérpretes Morgan Freeman e Matt Damon. A história de como Nelson Mandela agarrou o Mundial de Râguebi na África dio Sul em 1995 para transformar uma ameaça de agravamento do ódio racial numa oportunidade de reconciliação. Site oficial do filme aqui. Um filme apoiado pelas organizações humanitárias Amnistia Internacional e ONE.

10 comentários:

Ana Paula Fitas disse...

Aguardava há muito a estreia, Benjamina... obrigado por me lembrar :)
Bom fim-de-semana :)

manuel marques disse...

"Ainda há gente que não sabe, quando se levanta, de onde virá a próxima refeição e há crianças com fome que choram."

Nelson Mandela.

Beijo.

TERESA SANTOS disse...

Vi o filme e achei-o magnifico.
Sugeri, no meu blog, que todos os nossos políticos o vissem. Talvez aprendessem (?)alguma coisa.
Beijinho.

Ana Paula Sena disse...

Ainda não vi o filme, mas está nas minhas prioridades.

Também não tinha visto ainda o trailer. Obrigada :)

Beijinhos

Benjamina disse...

Ana Paula Fitas
Também deixei aqui para não me esquecer, porque está nos meus planos ir ver :)
Boa semana

Benjamina disse...

Manuel Marques
Não sei quando Mandela terá dito essa frase, mas podia ter sido hoje.
Um abraço

Benjamina disse...

Teresa
Ainda não vi o filme, mas seguramente que todos os políticos actuais teriam muito a aprender com Mandela!
Um beijinho

Benjamina disse...

Ana Paula Sena
Infelizmente este fim de semana não deu para ir ver o filme, conforme previa, partidas da saúde, sem nada de grave mas incómodas. Vamos ver se vejo no próximo fim de semana.
Beijinhos

Ferreira-Pinto disse...

Pois é, Benjamina, anda a gente a fazer planos e vem um vírus qualquer e ... zás!
Imagina que até me lembrei de termos estado a falar e mal imaginava eu que pouco tempo depois ia levar! Vou-te contar, aquilo até parece que um tipo levou ali com uma tábua em cheio ...

Quanto ao filme sendo um Eastwood, para mim chega.

Benjamina disse...

Ferreira-Pinto
Já vi o filme. Uma lição! É mesmo como diz a Teresa Santos.