29 de outubro de 2009

Dias há

"Dias há,
em que o teu sorriso
é uma ilha perdida dentro de mim
e o teu nome
o vento que muda as estrelas
para o dorso das andorinhas.
Dias há,
em que procuro os teus olhos
e silenciosamente te digo "meu amor",
como se eles fossem peixes
e as palavras animais estranhos
capazes de turvar a paz
das grandes profundidades."

Isabel Meyrelles

11 comentários:

analima disse...

"Dias há" também perfeitos. Obrigada por passar pelos imperfeitos.

A Palavra Mágica disse...

Benjamina,

Dias há em que me emociono, lendo coisas tão lindas assim.

Beijos!
Alcides

Vitor Oliveira Jorge disse...

Conhece o blogue trans-ferir?...

Ferreira-Pinto disse...

Não conhecia, achei interessante.

Benjamina disse...

Analima

Gostei muito do seu "Dias imperfeitos". Que haja sempre momentos perfeitos nos nossos dias imperfeitos.

Benjamina disse...

Olá Alcides

Não conhecia a poesia de Isabel Meyrelles até anteontem folhear um livro, e fiquei encantada. Esse poema é lindo mesmo.
Obrigada e um abraço

Benjamina disse...

Vítor Jorge Oliveira

Não, não conheço, mas hei-de ir lá visitar.

Benjamina disse...

Ferreira-Pinto

Também adorei "conhecer" Isabel Meyrelles, poetisa e artista plástica, poesia inspirada e linda.

Manuela Freitas disse...

Quando o tempo parece querer fugir...tem que se fazer «força» para que os dias sejam perfeitos...
Relevando os aspectos positivos, desvalorizando os negativos e enfrentando as vicissitudes inevitáveis!...
Belo poema.
Bjs,
Manuela

Benjamina disse...

Manuela Freitas
O poema da Isabel Meyrelles é belo, muito belo.
E sábias são essa palavras que deixou no comentário.
Um beijo

poemar-te disse...

Gostei deste espaço. Passarei por aqui mais vezes. Tudo de bom.